Blog

Luminária de emergência: muitos não se lembram, até precisarem

Seja em empresas, comércios ou edifícios residenciais, a segurança dos ocupantes é um item fundamental. O uso de equipamentos voltados para iluminação de emergência é, muitas vezes, negligenciado, até que aconteça um acidente ou catástrofe.

Por mais que os ocupantes de um edifício conheçam minunciosamente o ambiente e estejam treinados, na hora do pânico, muitos só pensam em escapar. E como fazer isso no escuro e em poucos segundos, quando existem obstáculos e é preciso se mover com rapidez?

Com luminárias de emergência presentes, haverá vantagens psicológicas para que os indivíduos observem suas localizações e as possíveis rotas de fuga, além de conforto àqueles com medo da escuridão e auxíilio adequado à equipe de resgate a encontrar vítimas.

Qualidade e inspeção são essenciais

A norma técnica ABNT NBR 10898 especifica as características mínimas para as funções a que se destinam os sistemas de iluminação de emergência. Pelo fato de não ser usada com frequência, muitos não se atentam a parâmetros importantes da iluminação de emergência, como a qualidade do produto, a durabilidade das baterias, a luminosidade suficiente, se as instalações atendem às necessidades e a realização inspeções regulares.

Voltado para esse segmento, a GalaxyLED, empresa brasileira, especializada em produtos de iluminação com tecnologia LED,desenvolveu uma luminária que possui 30 LEDs e uma bateria de lítio que proporciona até seis horas de luz. É importante destacar que, para se obter um resultado satisfatório, é essencial que o equipamento seja instalado adequadamente, rotineiramente inspecionado e regularmente mantido por equipe qualificada da área elétrica.

29/08/2018

RECEBA NOSSAS NOVIDADES