Blog

Saiba mais sobre os diferentes tipos de bases

Em uma lâmpada, o componente que fornece corrente elétrica é chamado de base, bocal ou soquete. O seu material varia de acordo com a sua finalidade e  geralmente são feitos de alumínio, cerâmica ou plástico.

As lâmpadas incandescentes iniciais usavam cabos condutores que precisavam ser conectados à terminais de parafuso. Com o tempo, isso tornou-se inconveniente para uso comercial.

A empresa pertencente ao inventor norte-americano Thomas Alva Edison desenvolveu um mecanismo de fixação identificado pela designação 'E' número(s), conhecido como Parafuso de Edison.

A letra “E” significa Edison, enquanto que o(s) algarismo(s) é/são o diâmetro do conector em milímetros. Por exemplo, a base mais utilizada no Brasil é a E27, o que indica um conector do tipo Parafuso de Edison com o diâmetro de 27mm.

Sobre a ‘GU',  significa que a base tem dois pinos, ou bipino. Caso seja uma GU10, o número  é o tamanho do diâmetro da base, ou seja, 10mm. O 'G' é uma referência ao passado, quando essas lâmpadas eram feitas em vidro (Glass, em inglês).

Utilizadas em iluminação mais direcionada, as MRs possuem em seu formato um diâmetro representado por números que indicam unidades de oitavos de polegadas.

Exemplo: MR16 (16/8 polegadas = 51mm) e MR11 (11/8 polegadas = 35mm). Já o acrônimo MR significa refletor multifacetado, ou em inglês Multifaceted Reflector.

 

 

12/03/2019

RECEBA NOSSAS NOVIDADES